segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

A viagem sem fim da Portela.

 águia, marca da escola de Madureira, é a condutora do enredo sobre viagens reais e fantásticas da Humanidade. Mas atenção: ela vem de uma forma diferente. O abre-alas traz duas jornadas emblemáticas: a travessia do Mar Vermelho e a Odisseia, de Homero, poeta também representado na comissão de frente, que faz uso de um Flyboard, um equipamento que permite que uma pessoa possa pairar por até 7 metros acima d'água.

O segundo carro traz uma barca que vira para um lado e para o outro como se estivesse passando por uma tormenta. Ele tem coreografia, uma marca de Paulo Barros.


PORTELA 2016