quarta-feira, 12 de junho de 2013

A história de Santo Antônio

Fernando Bulhões nasceu no ano de 1195 em Portugal. Ele veio de uma família tradicional na região e muito próspera.

Seu Pai , Martinho de Bulhões , foi Prefeito de Lisboa e sua mãe, Teresa Taveira , era de alta nobreza na sociedade. Mas a família toda era cristã, o que fez com Fernando Bulhões tivesse uma boa base religiosa em sua formação.

Na sua infância ele teve de tudo, cercado por cuidados  e tendo acesso a uma ótima educação. O luxo e o conforto faziam parte de sua vida .

em 1209, com 15 Anos, Fernando entrou para o convento da Ordem dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho. Procurava viver uma vida tranquila e começou a perceber que aquela vida de luxo não preenchia a sua natureza. Ele sentiu  no seu coração que tinha uma missão em sua vida . Depois de 6 anos vivendo no convento próximo a Lisboa decidiu pedir transferência para O Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra.

Foi lá que ele estudou filosofia e teologia e se ordenou Padre em 1219.

Em 1220 ele decidiu se tornar Franciscano após ter tido contato com outros membros da ordem vindos de Assis. Ele ficou realmente impressionado com a simplicidade que eles tinham em seu modo de viver e ao mesmo tempo mostrando muita alegria naquilo. Fernando ficou profundamente identificado com os Franciscanos.

Neste mesmo ano alguns frades que viajavam em missão para Marrocos buscando converter os Muçulmanos passaram pelo Mosteiro de Santa cruz e ali se hospedaram. Infelizmente tempos depois esses mesmos frades foram martirizados em Marrocos e seus restos mortais foram sepultados em Coimbra. A história conta que Fernando decidiu seguir na missão que aqueles homens começaram. Entrou para Ordem dos Franciscanos e passou a se chamar Antônio.

Ele foi para Marrocos nesse mesmo ano, mas  assim que  chegou foi acometido de grave enfermidade o deixando acamado por um longo período. Como viam que ele não se recuperava decidiram mandá-lo de volta para Portugal.

O Navio que saiu para Portugal foi levado até a Itália. O vento teria soprado durante uma tempestade  e forçado o Navio a ir para a Sicília. Pois  na Itália ele decidiu ir até Assis para encontrar São Francisco, o fundador da Ordem Franciscana.

Ele chegou a participar do capítulo das Esteiras, em 1221. Foi uma famosa reunião que teve a presença de mais de 5 mil frades Franciscanos. Ainda Jovem , Frei Antônio decidiu seguir para o eremitério de Monte Paolo , onde passou os próximos 15 meses em solidão  e ajudando no trabalho braçal necessário ao eremitério.

Depois Frei Antônio começou a surpreender  a todos com sua sabedora e suas habilidades como orador e pregador. Começou a ficar bastante conhecido por estes atributos e em 1224 São Francisco o encarregou para a formação teológica dos irmãos.

Ele foi encarregado para realizar uma ação apostólica na região de Romanha. Mas os Hereges da região, já conhecendo a fama de Frei Antônio como pregador , fizeram uma intensa campanha contra ele, espalhando que ele era um mentiroso e falso. Muitos acreditaram nisso, tanto que as pregações de frei Antônio não conseguiam atrair a população da região.

Foi Quando Antônio teve a ideia de pregar aos peixes. Isso mesmo!

Ele foi até a costa do Mar Adriático e começou a pregar, direcionando suas palavras aos peixes. “Venham vocês, peixes, ouvir a palavra de Deus, já que os homens petulantes não se dignam ouvi-la”.

Uma verdadeira multidão de peixes  se reuniu, colocaram suas cabeças para fora da água e começaram a olhar para Antônio. Centenas de peixes ficaram ali, na beira da água olhando para ele enquanto falava . Uma multidão de pessoas se reuniu para presenciar  a cena sem acreditar no que seus olhos viam. Este verdadeiro Milagre se espalhou por toda a cidade e encheu de entusiasmo a população da região. No sermão que Antônio fez na mesma noite na cidade uma multidão de pessoas se reuniu para ouvir suas palavras.

Depois de algum tempo,  Antônio foi enviado para a França e passou os próximos 3 anos na região do sul  do País pregando e ensinando. Ele passou a ocupar o cargo de  Custódio do convento de Limonges .

Em 1228 Antônio vai até Assis participar do Capítulo Geral da Ordem. Ele é enviado em seguida a Roma para tratar diretamente com o Papa. Lá ele aproveita e acaba pregando  e mostrando seus dons de orador diante do Papa e dos  Cardeais de Roma. Todos eles ficaram bastante admirados com seus conhecimentos sobre as sagradas escrituras. Antônio é conhecido pelos apelidos de Arca do Testamento, Doutor da Igreja e Cofre da Sagrada Escritura  por seus conhecimentos sobre a Bíblia.

Frei Antônio passa a não se sentir muito bem de saúde.

A Fadiga e a hidropisia realmente estava tirando o Santo do convívio dos homens.

Em 1231, na entrada da cidade de Pádua , Frei Antônio acaba vindo a falecer. Era um dia 13 de Junho. As suas últimas palavras foram: “ Estou vendo o meu Senhor ".

Não tinha nem se passado um ano de sua morte e Gregório IX já o tinha inscrito no catálogo dos Santos.

Em 1946 o Papa Pio XIII declara Santo Antônio oficialmente doutor da Igreja.

Santo Antônio é conhecido como padroeiro dos pobre, santo casamenteiro e é invocado também quando se quer encontrar algo perdido.

O dia de Santo Antônio é dia 13 de Junho, dia de sua morte.